O que é a língua geográfica?

O que é a língua geográfica?

Língua geográfica é uma condição inofensiva que afeta a superfície de sua língua
Embora apresente um aspecto diferente ,
não está relacionada a uma infecção, e não é sinal de câncer oral. De fato, a maioria das pessoas com língua geográfica têm boa saúde geral.
A língua geográfica aparece quando as papilas (essas pequenas protuberâncias que cobrem a língua) desaparecem de zonas aleatórias da língua, e deixam placas vermelhas lisas de diferentes tamanhos que criam um aspecto similar a um mapa. Estas placas podem mudar de tamanho e forma de um dia para o outro. A condição nem sempre é dolorosa, mas algumas pessoas relatam incômodos na língua e sensação de ardência que piora ao comerem alimentos quentes ou picantes.
Ainda se desconhece a causa da perda das papilas e estudos demonstraram que a condição não tem um padrão familiar. Outras causas possíveis incluem estresse, alergias e mudanças hormonais. O tabagismo e o consumo de álcool podem piorar qualquer irritação.Essas manchas (lesões) muitas vezes se curam em uma área e, em seguida, migram para uma parte diferente de sua língua. Língua geográfica é também conhecido como glossite migratória benigna.
Se os sintomas persistirem durante mais de 10 dias, consulte seu dentista para descartar qualquer outro problema com sua saúde oral. O problema da língua geográfica costuma resolver-se sem tratamento depois de poucos meses, e a língua retoma ao seu aspecto normal. Se você tem língua geográfica, pode reduzir seus incômodos evitando o consumo de alimentos picantes, álcool e tabaco.
A língua geográfica é causada por alergia?
Ainda não se conhece a causa exata da língua geográfica. Observa-se relação com algumas condições, como por exemplo nas crianças alérgicas portadoras de asma, com situações de estresse, na psoríase. Entretanto, ainda não há um fator único estabelecido. Em 1996, dois autores chamados Strassburg et Knolle estudaram a língua geográfica e propuseram seria uma conseqüência de alteração no processo normal de descamação epitelial, ou seja, uma variante fisiológica do processo.
Como é feito o diagnóstico?
Em geral, basta observar o aspecto da língua para fazer o diagnóstico, sendo rara a necessidade de exames adicionais ou de biópsia. A glossite migratória benigna pode durar poucos dias ou permanecer por anos, ficando restrita ao dorso da língua, mas em algumas pessoas pode atingir os bordos ou a base da língua. As lesões podem ser esmaecidas e discretas, mas em algumas pessoas pode ter bordos delimitados e elevados, assustando o paciente. O especialista está apto para confirmar o diagnóstico.
Como tratar?
A língua geográfica é uma doença benigna, limitada e não costuma causar desconforto, sendo na maioria das vezes, limitada e sem gravidade, não havendo necessidade de tratamento.

Oral B , Semiologia e Patologia Clínica e
Horta orgânica e alimentação saudável