Alimentação e saúde bucal

Alimentação e saúde bucal

No caso da saúde bucal, a quantidade de açúcar consumida é menos importante que a frequência. Os açúcares e amidos combinam-se com a placa bacteriana e produzem substâncias ácidas que atacam o esmalte do dente. Quando isso ocorre, a pessoa fica mais suscetível à cárie.

Não é de hoje que o excesso de açúcar é inimigo da saúde. Mas, no caso da saúde bucal, a quantidade de açúcar consumida é menos importante que a frequência. Os açúcares e amidos contidos em bolachas, biscoitos, doces, frutas secas, refrigerantes, batata frita, combinam-se com a placa bacteriana e produzem substâncias ácidas que atacam o esmalte do dente. Quando isso ocorre, a pessoa fica mais suscetível à cárie.

Assim, para evitar que sua boca seja uma morada confortável para bactérias, sempre que ingerir açúcar, lance mão da escova. A higiene bucal é o melhor meio de prevenir problemas odontológicos. O cirurgião-dentista deve sempre ser consultado para indicar a escova e o creme e fio dental, mas algumas recomendações são gerais. A escova deve ser macia para evitar o desgaste dos dentes, sensibilidade e retração gengival.

A Associação Brasileira de Odontologia – ABO – orienta que sejam feitas três escovações ao dia: pela manhã, após o almoço e após o jantar, sendo que a higienização mais importante é a feita antes de dormir.

Alimentação saudável

Ter uma alimentação balanceada também faz bem para a saúde bucal. Nutrientes e minerais fortalecem os dentes e o tecido da gengiva, além de espantarem doenças. “Temos que ter uma alimentação equilibrada em todos os grupos alimentares, principalmente aqueles com micronutrientes de que a saúde bucal necessita como vitamina C, cálcio, magnésio, fósforo e flúor, além da vitamina D que, junto com o magnésio, ajuda na fixação do cálcio”, diz a nutricionista funcional, Christiane Vitola.

Cada alimento contribui para a saúde bucal de formas diferentes:

Fibrosos (verduras e frutas): ajudam a limpar os dentes e os tecidos gengivais.
Leite e queijo: elevam o pH na boca, o que reduz a exposição dos dentes ao ácido. Como são ricos também em cálcio e fosfato, ajudam na remineralização dos dentes.
Arroz e feijão: após o cozimento, retém uma boa quantidade de flúor na saliva, protegendo os dentes contra cárie.
Alimentos mais duros, como maçã e cenoura: promovem a limpeza dos dentes durante a mastigação.
Vitaminas, sais minerais, cálcio, fósforo e níveis adequados de flúor também são importantes aliados para uma boca saudável.
Fonte : http://saude.terra.com.br/saude-bucal/