Uma doença silenciosa e progressiva.

Visitas regulares aos dentistas e bons hábitos de higiene bucal são essenciais para prevenir a cárie.

Uma doença silenciosa e progressiva Visitas regulares aos dentistas e bons hábitos de higiene bucal são essenciais para prevenir a cárie.

‘Você já teve cárie?’. Essa é uma pergunta a que muitos respondem ‘não’, mas, na verdade, estão errados. A cárie é uma doença silenciosa, que muitas vezes não é percebida por conta do seu desenvolvimento lento e contínuo. Se a cárie não for tratada precocemente, pode ocasionar diversos problemas que afetam toda a saúde do corpo.

Os estágios iniciais do desenvolvimento das lesões de cárie não causam nenhum desconforto. Por isso, muitas vezes as pessoas só notam que sofrem da doença quando esta já está em um estágio avançado e causando a tão temida dor de dente.

Para o professor Marcelo Bonecker, presidente da Aliança para um Futuro Livre de Cárie no Brasil, é essencial manter bons hábitos de higiene bucal para preveni-la. Além disso, para saber se o indivíduo já está acometido pela doença, visitar o dentista é a melhor alternativa. “É possível um leigo perceber que está com lesões de cárie. No entanto, as pessoas geralmente tem dificuldade de reconhecê-las, principalmente quando estão nos estágios iniciais de desenvolvimento, ou seja, na forma de lesões de mancha branca e sem apresentar uma cavidade evidente”, afirma Bonecker.

Já nos estágios mais avançados da doença, o professor explica que é mais fácil diagnosticá-la. “Nesta fase é possível percebê-la, pois elas apresentam alteração de cor em tons de marrom nos dentes afetados. Além disso, é preciso lembrar que se a cavidade é grande, esta reterá alimentos, podendo causar mau hálito e gosto ruim na boca”, explica o professor.

Via Odontomagazine