Estudante recebe prêmio por pesquisa de Enxaguante bucal

Estudante recebe prêmio por pesquisa de Enxaguante bucal

BANGUECOQUE, Tailândia/YANGON, Myanmar: A Associação Internacional para Pesquisa Dentária (International Association for Dental Research -IADR) reconheceu um estudante por sua pesquisa na eficácia clínica do enxaguante bucal feito de casca da amargoseira, usada na medicina tradicional do sudeste asiático. Seu estudo descobriu que o enxaguante bucal derivado da planta é tão eficaz quanto os tradicionais.

Conforme foi reportado pelo Myanmar Times, Mg Ye Htut Oo, um estudante do último ano da Universidade de Medicina de Odontologia em Yangon, ganhou o segundo lugar na competição regional de pesquisa odontológica.

A fim de estudar os benefícios da casca da amargoseira em gengivite induzida por placa, o estudante recrutou 45 pessoas. Para a metade dos recrutados foi dado um enxaguante bucal contendo clorexidina, um químico antisséptico que pode ser encontrado nos enxaguantes bucais atualmente, e à outra metade foi pedido que enxaguassem a boca, duas vezes ao dia, com o enxaguante à base de casca.

Após 3 semanas, Mg Ye Htut Oo observou que não havia uma diferença significativa entre os dois tipos de enxaguante bucal, embora ele tenha descoberto que o à base de casca foi mais eficaz na redução de manchas.

O prêmio foi dado durante o encontro da IADR das divisões Ásia-Pacífico (Austrália, Nova Zelândia, China, Japão, Coreia e sudeste asiático) que aconteceu de 21 a 23 de agosto em Banguecoque.

Via Dental Tribune