De dente quebrado a herpes: saiba o que fazer na emergência

saudebucalemergenciarepre

Segundo Sibele Sarti Penha, professora membro do Setor de Urgência Odontológica da Faculdade de Odontologia da USP (FOUSP), qualquer situação atípica na boca deve ser analisada e tratada por um especialista, porém, existem alguns truques que podem ser feitos de imediato para aliviar dores ou prevenir e remediar acidentes.

01emergencia

Dente quebrado por choque
Quando se quebra apenas uma parte do dente o ideal é colocar o fragmento imerso em soro fisiológico, leite ou (em último caso) água filtrada e procurar um dentista. Se por um acaso o dente sair por inteiro (com raiz e tudo) o tempo será determinante para que o problema seja resolvido. Neste caso, o dente deve ser imerso nos mesmo líquidos do exemplo acima e o dentista deve ser procurado imediatamente pois dentro do prazo de uma hora o re-implante tem mais chances de ter sucesso. Ou seja, quanto mais tempo demorar, menos chances de recuperá-lo.

Mordida na língua ou no lábio

02emergencia

A boca tem muitos vasos sanguíneos e é por isso que muitas vezes a mordida na língua ou no lábio causa sangramento. Nesse caso, convém manter uma gaze ou algodão pressionado com força na região por 10 minutos. Evitar cuspir é importante para não movimentar a região. É recomendável alimentos frios e pastosos para os dias seguintes e uma escovação de dente bem reforçada para evitar eventuais contaminações da região.

Boca queimada
03emergencia
Não há muito que fazer quando se queima a boca. É necessário esperar a regeneração do tecido que costuma durar uma semana.

Herpes decorrentes

04emergencia

Existem alguns fatores que podem desencadear a manifestação desse vírus como: exposição à luz solar, estresse e resfriado. Uma vez com a herpes, é fundamental que o paciente evite manipular a região (como coçar, por exemplo). Existem cremes e pomadas especialmente para esse tipo de problema. O dentista pode prescrevê-los.

Aftas

05emergencia

Esse item precisa de um cuidado especial. As ulcerações aftosas não têm causa definida, mas alguns fatores podem desencadear o seu aparecimento como alimentos ácidos e estresse. Se esse for o caso, deve-se identificar o alimento que está causando o problema e evitá-lo. A higienização bucal não deve ser interrompida nem aliviada.

Porém, as pessoas têm o costume de achar que qualquer alteração na mucosa da boca é afta, quando não é bem assim. Por exemplo, úlceras que não se resolvem em duas semanas devem ser examinadas por um profissional. As lesões de câncer bucal podem ter início como uma pequena úlcera indolor.

06emergencia

Assadura e rachaduras
A exposição prolongada ao sol e ao frio pode causar essas rachaduras e assaduras. Para evitá-las, o paciente deve manter a região hidratada (ex: usar manteiga de cacau). Pessoas que passam muito tempo expostas ao sol e possuem uma pele bem branca devem usar protetor solar labial.

Terra