Você sofre de mau hálito?

Você sofre de mau hálito?

03emergencia
Pode acreditar, você não está sozinho. Cerca de 40% da população (4 em cada 10 pessoas) sofrem com o mesmo problema. Está certo que esta informação não traz nenhum consolo, mas o mais importante eu posso lhe dizer agora: halitose tem cura. Não se envergonhe, TRATE.
Em geral as pessoas acreditam que o mau hálito seja devido única e exclusivamente devido à falta de higiene ou falta de cuidados com os dentes e as gengivas (o que até pode ser verdade) mas nem sempre é isso que acontece.
Vamos respeitar quem sofre de halitose
Ele é seu parente ou colega? Evite fazer piadinhas ou dar indireta porque esta postura gera muito mais constrangimento do que falar com a pessoa de forma delicada. É importante conversar à respeito porque nem sempre o paciente percebe seu próprio hálito, devido ao que chamamos de fadiga olfatória. Existe um verdadeiro tabu em relação ao assunto porque também tememos que a pessoa vá se ofender. Isso até pode acontecer, porém acredite, você está lhe prestando um grande favor porque só quando ele fica sabendo é que vai poder procurar um tratamento. Na verdade essa atitude de falar claramente com a pessoa que sofre de mau hálito é mais bem aceita quando se é um parente, um amigo muito íntimo ou o seu próprio dentista.
Você pode acreditar que muitas dessas pessoas já procuraram ajuda de médicos e dentistas, mais de uma vez, e não conseguiram bons resultados porque
nem todo profissional da área da saúde está plenamente habilitado para esse tipo de tratamento.

 

mau-halito-mulher
Por esse motivo, pacientes que sofrem de halitose se tornam infelizes, deprimidos, arredios, inseguros, com baixa auto-estima, relacionam-se muito mau com parceiros, filhos, amigos e no trabalho e chegam a pensar em suicídio…
A halitose é um problema antigo
A halitose é um problema muito antigo, podemos ver mencionada na própria Bíblia (Jô), depois de Cristo em comédias e tragédias. Somente em 1864 é que ela começou a ser estudada do ponto de vista médico, sendo que há cerca de 10 anos aumentou bastante o interesse pelo assunto e apesar disso ainda temos poucos profissionais que se dedicam ao seu tratamento.
O sucesso do tratamento
O que garante o sucesso do tratamento é a escolha de um profissional plenamente preparado para o atendimento nessa área, isso porque a halitose é muito abrangente, podendo-se enumerar cerca de 60 causas diferentes para o surgimento da halitose. Apesar disso, em sua maioria se manifestam na boca e por essa razão é muito mais da responsabilidade do dentista, embora ele possa precisar da ajuda e concorrência de algum profissional da área médica, principalmente do otorrinolaringologista.
Para prevenir ou tratar a halitose é preciso conhecer todas as suas possíveis causas, como elas se relacionam e como podem ser evitadas. É muito comum o paciente perguntar sobre a causa de sua halitose, mas ele deveria se preocupar também (ou talvez mais ainda) com as suas conseqüências.

 

images
Conseqüências da Halitose
Entre as causas de mau hálito, invariavelmente está presente a Saburra Lingual. A saburra pode ser explicada como uma massa de microorganismos que se adere sobre a superfície da língua. O tipo de microorganismo que se instala depende do tipo com que você entra em contacto durante o seu dia a dia. Isto nós chamamos de contaminação. Dessa forma a saburra lingual passa a ser um reservatório de microorganismos capazes de produzir doenças. Esse fato pode ser até mais importante que o próprio hálito.
Pessoas com halitose, além das restrições sociais, estão predispostas a amidalites, doença periodontal (pior ainda se forem fumantes), acidente vascular cerebral, enfarte, pneumonia, gastrite, doenças reumatóides e, no caso de gestantes, podem vir a ter parto prematuro, aborto ou nati morto.
Na sua Primeira Consulta
Na sua primeira consulta o dentista vai lhe fazer uma porção de perguntas (anamnese), exame clínico, alguns exames de consultório (medida do hálito no Halimeter ou no Oralchroma, medida do fluxo salivar, teste para verificar o tipo de microorganismos que produzem doenças existentes na boca).
Num segundo momento o profissional irá lhe dar o diagnóstico, orientações de higiene bucal e dieta, medicamentos de uso interno e de uso externo e ainda marcará retornos de acompanhamento até a cura.
Todas as pessoas têm halitose ao acordar
Essa halitose é considerada fisiológica porque praticamente todas as pessoas têm em maior ou menor intensidade. Podemos elencar como causas o fato de que durante o sono o fluxo salivar é praticamente zero, a pessoa está em jejum e ocorre um aumento de descamação da mucosa da boca, principalmente se o indivíduo dormir com a boca aberta.
Causas de halitose mais freqüentes
Entre as causas de halitose mais freqüentes e facilmente reconhecidas pelo leigo podemos citar:
a) Placa bacteriana dental – que provoca cárie
b) Placa bacteriana periodontal – que provoca doenças gengivais
c) Placa bacteriana lingual (SABURRA) que junto com a placa periodontal são os principais responsáveis pelo mau hálito.
A saburra é formada por microorganismos (saprófitas – que não provocam doença e patogênicos – que provocam doenças), mucina (que é uma proteína da saliva que deixa a saliva gosmenta, capaz de provocar a aderência dos microorganismos sobre a língua), restos alimentares e células descamadas das partes internas da boca.

Na prevenção da halitose também é importante você observar se existe algum odor proveniente do nariz. Feche a boca e solte o ar pelo nariz pedindo para alguma pessoa mais íntima e de confiança verificar se percebe odor.
As causas mais comuns de halitose de origem nasal (comprometendo também a boca) são as amidalites, cáseos e respiração bucal (principalmente realizada durante a noite, geralmente devido à obstrução nasal alérgica).
A respiração bucal provoca descamação da mucosa da boca e piora muito o hálito por aumentar a quantidade de saburra. Muitas vezes ela não é percebida pelo paciente. Da mesma forma o paciente deve evitar morder as bochechas e ou os lábios para evitar o aumento da descamação.
Cáseos – Massa de Bactérias que se Forma em Buraquinhos nas Amídalas
Você deve evitar morder os lábios e as bochechas para evitar excesso de descamação
Se você não tem certeza se respira pela boca enquanto dorme, observe sua língua ao acordar. Coloque a língua para fora, de uma forma um pouco relaxada e observe se vê as marcas dos dentes ao redor, denunciando que pela respiração bucal a língua inchou um pouco e ao ficar presa entre os dentes ficou com suas marcas. É a chamada língua crenada.
Quando a descamação é sistêmica ela poderá ser vista em outras partes do corpo como por exemplo ao redor dos lábios, nas mãos e nos pés. Nesse caso é necessária a ajuda do dentista ou do médico.
Outras Causas de Mau Hálito:
Boca
Nariz
Ar que sai dos Pulmões
Quando o odor do hálito vem através dos pulmões, a halitose é chamada metabólica e acontece devido a alterações da saúde como por exemplo:
diarréia, intestino preso, diabetes não compensada, uremia, alimento de odor carregado (ingerido em grande quantidade), medicamento de odor carregado e jejum prolongado (ficar sem comer por mais de 4 horas).

Fonte : Cartilha de halitose

Caso tenha dúvidas ou perguntas ,escreva para Odontoshop Butantã : odontoshbutanta@uol.com.br

Somos credenciados CETH – Centro de excelência em halitose

[contact-form][contact-field label=’Nome’ type=’name’ required=’1’/][contact-field label=’E-mail’ type=’email’ required=’1’/][contact-field label=’Site’ type=’url’/][contact-field label=’Comentário’ type=’textarea’ required=’1’/][/contact-form]