Quantas vezes se deve ir ao dentista por ano?

Link permanente da imagem incorporada

É necessário ir ao dentista uma vez a cada seis meses? Essa seria a frequência ideal – mesmo que nem sempre isso seja feito.

A frequência é tema de debate entre especialistas.

Pessoas com muitos problemas dentários evidentemente precisam visitar o dentista com muita frequência. Mas e os demais?

Dentes permanentes são mais vulneráveis a cáries assim que nascem, então é importante levar crianças ao dentista com bastante frequência entre as idades de seis e oito anos.

Na adolescência, os dentes são menos vulneráveis, até o surgimento dos sisos, por volta dos vinte anos. Então os riscos aos dentes variam ao longo da vida.

Muito debate, pouca conclusão

Questão é discutida há anos por especialistas

Houveram estudos que mostraram que visitas frequentes ao dentista resultaram em menos restaurações.

Uma pesquisa específica mostrou que visitar o dentista mais de uma vez por ano não fez diferença alguma no tamanho de tumores diagnosticados em casos de câncer de boca. Mas outro estudo revelou que pessoas com câncer de boca que passaram mais de um ano sem ir ao dentista têm tumores em estado mais avançado.

Crianças devem frequentar dentista com mais frequência pois são mais vulneráveis

Também há um motivo secundário nas consultas. Mesmo que o dentista não identifique nenhum problema, ele provavelmente vai reforçar hábitos saudáveis como escovar direito os dentes – apesar de que também não existe consenso sobre esse tema.

Então qual é a frequência ideal para se consultar com o dentista? A entidade Nice, que dá consultoria de saúde a governos da Inglaterra e País de Gales, diz que isso depende de cada um. Eles recomendam visitas de pelo menos uma vez por ano para crianças, pois elas são mais afetadas por cárie.

No nosso ponto de vista, no mínimo uma visita por ano assim como fazemos para prevenirmos doenças fazendo exames para nosso checkup anual. Caso o paciente tenha problemas gengivais ou bucais conhecidos uma visita a cada 6 meses é aconselhável.

Dados extraídos do BBC