Curiosidades

A santa padroeira dos dentistas

   Segundo os antigos, o sol curava todas as enfermidades, inclusive as afecções odontológicas. Também os gregos primitivos adoravam o sol, sendo Apolo o Deus Sol, sua divindade.


Na Igreja Católica, Polônia, ou Santa Apolônia é a imagem à qual se rende tributo para as dores dentárias. E uma analogia muito sugestiva nos chama a atenção entre o culto a Apolo e a história de Santa Apolônia, de quem se conta foram quebrados todos os dentes com pedras afiadas, na Alexandria pagã; o dia instituído para o seu culto foi 9 de fevereiro e 11 de fevereiro para Apolo.


Possivelmente, a história de Santa Apolônia nada mais é do que uma forma de culto a Apolo, entre os cristãos, que não podendo adorar ao Sol para acalmar suas dores dentárias, por ser um Deus pagão, criaram uma Santa com seu nome (Apolônia) em uma virgem cristã martirizada no século III d.C. (ano 248) em Alexandria, durante o reinado de Felipe, o Árabe. Conta-se que Santa Apolônia, em maio a seu suplício, pediu a Deus que todos os que sofressem de dores dentárias ao invocar seu nome, especialmente em 9 de fevereiro, teriam suas dores imediatamente acalmadas

Fonte: Profª. Maria Devanir Figlioli, em “A Odontologia no Brasil no Século XX”

APCD Piracicaba