É hora trocar a escova de dente? Confira rotina de higiene

Todo mundo sabe que passar fio dental e ir ao dentista é importante para a saúde bucal. Mas com que frequência essas práticas devem ser realizadas?

Visitas ao dentista
As visitas ao dentista devem ocorrer a cada seis meses, sem adiamentos.O contato periódico com o especialista é fundamental para a saúde bucal do paciente. “No consultório a melhor técnica, a melhor escova, o jeito certo de passar o fio dental e a pasta ideal serão indicadas de acordo com as necessidades individuais. Portanto, uma avaliação profissional é sempre o melhor caminho para se ter uma boa higiene oral”.

As visitas ao dentista devem ocorrer a cada seis meses, sem adiamentos. Esse contato periódico com o especialista é fundamental para a saúde bucal do paciente

 Foto: Lighthunter / Shutterstock

 

Foto: Lighthunter / Shutterstock

Escovação
A escovação dos dentes deve acontecer sempre após as principais refeições, nunca se esquecendo da mais importante de todas; a noturna. “Se você escovou os dentes após o jantar, mas comeu alguma coisa depois, é importante que repita a escovação, porque durante a noite a quantidade de saliva diminui e o risco da ocorrência de cárie aumenta”.

A troca da escova
Quando o assunto é escova de dente, a primeira coisa para se preocupar é em utilizar a mais adequada. As mais recomendadas são aquelas com cerdas macias (para não machucar a gengiva) e com a cabeça proporcional ao tamanho dos dentes (para alcançar todos eles). “A escova deve ser trocada a cada três meses no máximo. Para saber o momento certo da troca, basta observar as cerdas, que devem estar íntegras e no formato original”.

Para prolongar a vida útil da escova, é importante lavá-la e secá-la bem após a utilização. Manter a escova guardada para impedir a proliferação de germes e bactérias também ajuda. Além disso, recomenda-se sempre trocar de escova após uma gripe ou infecção de garganta, para diminuir o risco de uma nova infecção através das bactérias que podem permanecer na escova.

A importância do fio dental
O uso do fio dental deve acontecer sempre após a utilização da escova de dente, ou seja, depois das refeições “O fio dental é indispensável em toda higiene oral, pois a escova não consegue alcançar as regiões entre os dentes, onde a placa bacteriana facilmente se fixará.

Limpador de língua
A limpeza da língua é fundamental para eliminar germes e bactéria da boca. Portanto, os limpadores linguais devem fazer parte de toda escovação. “Escovar os dentes e a língua significa mais do que só evitar cáries e doenças gengivais. Em geral a cavidade oral tem centenas de bactérias,   fixando-se especialmente nos espaços entre os dentes, gengivas e na língua”, diz a especialista.

Enxaguantes?
Os enxaguantes bucais não substituem nenhum dos agentes citados acima e seu uso é opcional. “Quando utilizado, deve ser sempre após o uso do fio e da escova. Os que são à base de álcool devem ser evitados, pois além de não trazerem nenhum benefício, causam um ligeiro ressecamento da boca, que facilita o desenvolvimento das bactérias”, diz a especialista.

Clareamento dos dentes
O que vai influenciar a frequência com que o clareamento dental deve ser feito é o tom inicial dos dentes do paciente, o tom desejado e os cuidados ao fim do tratamento. Durante o período de aplicação do gel, o intervalo entre uma sessão e outra deve ser de uma semana. Já o tempo de duração do clareamento pode chegar até dois anos caso o paciente evite alimentos e bebidas pigmentadas e mantenha uma boa higiene bucal.

Agência Beta