Açúcar é o fator predominante para estimular a hipertensão

A pressão alta, nem sempre está relacionada ao consumo excessivo do sal. Segundo um estudo realizado por médicos americanos, da Faculdade de Medicina Albert Einstein, e do Saint Luke’s Mid America Heart Institute, publicado no periódico Open Heart, nos Estados Unidos, o açúcar, conhecido como o aliado dos hipertensos, é o fator predominante para estimular a pressão alta. De acordo com os dados do IBGE, um a cada cinco brasileiros são vítimas de infarto por pressão arterial elevada.

Os alimentos industrializados como o açúcar devem ser consumidos em quantidade moderada, pois o açúcar pode estar mais relacionado mais à pressão arterial do que o próprio sal. Cientistas revelam que a frutose, o açúcar que é encontrado na fruta, é o maior causador da hipertensão.

Os médicos americanos afirmam que a ingestão diária de mais de 74 é equivalente ao risco de 30% de maior probabilidade de ter depressão. A elevação do colesterol, risco de síndrome metabólica e altos índices de insulina, está intimamente ligada à alimentação rica em frutose.


O excesso de frutose pode causar processos inflamatórios, diz o cardiologista e diretor da Unidade de Hipertensão do Instituto do Coração (Incor), Luiz Bortolotto. O consumo de açúcar pode causar obesidade e consequentemente a pressão alta. Ele ressalta que o refrigerante também aumenta esse risco.

Os médicos alertam cuidados moderados ao consumo de sucos industrializados e refrigerantes, como, por exemplo, o xarope de milho, com quantidade significativa e relevante de frutose. O estudo comparativo entre o sal e o açúcar, não apresentou resultados na pesquisa sobre a queda na pressão em relação à ingestão de açúcar.

Fonte: Veja