Quase 15 por cento das crianças norte-americanas com menos de 8 anos têm cárie dentária não tratada

Cárie dentária é uma das doenças bucais mais comuns em crianças e adolescentes no mundo todo. (Foto: schankz/Shutterstock)

 News Brazil

Post a commentby Dental Tribune International

ATLANTA, EUA: Embora a prevalência global da cárie dentária tenha diminuído nos Estados Unidos ao longo das últimas décadas, um relatório recentemente publicado pelos Centros para o Controle e Prevenção de Doenças indica que cárie em escolares e adolescentes predomina, e que um número considerável não recebeu tratamento adequado. Além disso, o relatório mostra que as disparidades entre os diferentes grupos étnicos persistem no país.

Utilizando dados da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, os pesquisadores da CDC descobriram que cerca de 37% das crianças com idade entre 2 e 8 anos tinha cárie dentária em dentes primários no período de 2011 a 2012, e que 14% deles tinham cáries não tratadas. Enquanto menos de um terço das crianças brancas não-hispânicas (31%) tiveram cárie dentária não tratada, o número foi significativamente maior nos hispânicos (46%) e crianças negras não-hispânicas (44%).

A porcentagem de crianças que sofrem de cárie dentária não tratada foi menor naqueles com idade entre 6 e 11 anos (6%), mas as diferenças étnicas mantiveram-se. A prevalência de dentes não tratados foi maior em crianças hispânicas (9%) em comparação com não-hispânicas brancas (4%).

Segundo o CDC, cerca de 58% dos adolescentes com idades entre 12 e 19 anos tiveram cárie dental em seus dentes permanentes em 2011 e 2012, e 15% das pessoas tinha cárie não tratada. Para essa faixa etária, cáries sem tratamento também foram maiores em crianças não-hispânicas negras (21%) do que nas não-hispânicas e adolescentes (13%).

O relatório, intitulado “Cárie Dentária e a Prevalência do Selador em Crianças e Adolescentes nos Estados Unidos, 2011-2012,” foi publicado na edição de Dados Resumida de Março do Centro Nacional de Estatísticas de Saúde. Resumos NCHS são publicações estatísticas que fornecem informações sobre temas de saúde pública atual em um formato simples.