Pessoas diagnosticadas com diabetes podem apresentar declínio cognitivo
Pessoas diagnosticadas com diabetes podem apresentar declínio cognitivo
Um estudo publicado recentemente na revista científica Neurology mostrou que as mudanças que ocorrem nos vasos sanguíneos do cérebro dos diabéticos também podem prejudicar as funções cognitivas.

Para o estudo, os pesquisadores acompanharam 65 adultos com idade avançada – metade deles saudável e a outra metade com diabetes tipo 2 – durante dois anos. Nos testes, os participantes foram submetidos a testes de cognição antes e depois do período de observação. Segundo a pesquisa o grupo de diabéticos teve um desempenho pior nas atividades cotidianas em comparação aos resultados do primeiro teste. Além disso, aqueles que estavam entre os saudáveis quase não apresentaram diferença nos resultados das avaliações cognitivas realizadas durante o acompanhamento.

Para os pesquisadores, esse declínio ocorreu devido à oscilação nos níveis de açúcar comum nos diabéticos, que é capaz de prejudicar as células e nervos, causando uma resposta inflamatória. Com isso, os vasos perdem flexibilidade e ficam mais maleáveis dificultando assim uma resposta a comandos simples, como mover os dedos, por exemplo.

A pesquisa mostrou ainda que essas dificuldades foram encontradas mesmo entre os diabéticos que tomavam medicamentos e que estavam com a doença controlada. “Não se trata apenas de controlar o açúcar no sangue para impedir esse tipo de prejuízo cognitivo. É preciso desenvolver novos medicamentos que também tratem as funções cerebrais dos diabéticos”, diz Vera Novak, professora de neurologia na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e uma das pesquisadoras do estudo.

Fonte: Veja