Câncer oral

O que é

O câncer da cavidade oral é um dos tipos de câncer de cabeça e pescoço que podem se iniciar nos lábios, nas bochechas, na gengiva, na parte anterior da língua, no assoalho da boca (embaixo da língua), no palato duro (parte anterior do teto da boca) e na pequena área atrás do dente de siso (trígono retromolar).

Sintomas

Na grande maioria das vezes, o paciente sente uma ferida e pode ter dor. Por vezes, pode ter uma mancha branca ou avermelhada. E também pode sangrar. Dificuldade para falar, mastigar e engolir, além de emagrecimento acentuado, dor e presença de caroço no pescoço (linfadenomegalia cervical) são sinais de câncer de boca em estágio avançado.

Causas e conseqüências

Cigarros, bebidas e a má higiene dental. Nos casos em que o diagnóstico é precoce, a cirurgia tem pouco impacto para o paciente, mas com tumores mais avançados, o procedimento pode ser mais agressivo.

Diagnóstico

O exame rotineiro da boca feito por um profissional de saúde pode diagnosticar lesões no início, antes de se transformarem em câncer.

http://www.youtube.com/embed/3QtmKyOmFLs

Sol, cigarro e álcool são riscos para câncer bucal
http://www.youtube.com/embed/3QtmKyOmFLs

Como é tratamento do câncer de cabeça e pescoço?
http://www.youtube.com/embed/GF7UqvpZXcE

Câncer de cabeça e pescoço tem cura?
http://www.youtube.com/embed/gsa6NXv539o

Como é feito o diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço?
http://www.youtube.com/embed/-DO6WN7kNzA

O que é câncer de cabeça e pescoço?
http://www.youtube.com/embed/laUfxU_BaK4

Tratamento

A cirurgia e ou a radioterapia são, isolada ou associadamente, os métodos terapêuticos aplicáveis ao câncer de boca. Para lesões iniciais, tanto a cirurgia quanto a radioterapia tem bons resultados e sua indicação vai depender da localização do tumor e das alterações funcionais provocadas pelo tratamento.

As lesões iniciais são aquelas restritas ao seu local de origem e que não apresentam disseminação para gânglios linfáticos do pescoço ou para outros órgãos. Em casos mais avançados, a quimioterapia entra para ajudar nos resultados do tratamento.

A quimioterapia associada à radioterapia é empregada nos casos mais avançados, quando a cirurgia não é possível. O prognóstico, nestes casos, é extremamente grave, tendo em vista a impossibilidade de se controlar totalmente as lesões extensas.

Fatores de risco

Os fatores que podem levar ao câncer de boca são idade superior a 40 anos, vício de fumar cigarros e cachimbos, consumo de álcool, má higiene bucal e uso de próteses dentárias mal-ajustadas.

Prevenção

Não fumar, não beber, promover a higiene bucal, ter os dentes tratados e fazer uma consulta odontológica de controle a cada ano. Outra recomendação é a manutenção de uma dieta saudável, rica em vegetais e frutas.

Para prevenir o câncer de lábio, deve-se evitar a exposição ao sol sem proteção (filtro solar e chapéu). O combate ao tabagismo é igualmente importante na prevenção deste tipo de câncer.

Fontes

www.inca.gov.br

Revisão médica: Oren Smaletz, oncologista do Einstein