A importância da alimentação para o controle da dislipidemia

A dislipidemia, caracterizada pela elevação do nível de colesterol total, alteração de suas frações (HDL – colesterol / LDL – colesterol) e aumento dos triglicérides, é um importante fator de risco para doenças cardiovascularesa-importancia-da-alimentacao-para-o-controle-da-dislipidemia

Alterações no colesterol total e suas frações

O colesterol é importante para o nosso organismo, pois faz parte da produção de hormônios, vitamina D e ácidos biliares que atuam na digestão e na absorção das gorduras no intestino.

O colesterol é transportado no sangue sob duas formas:
HDL-colesterol: benéfico ao organismo. Tem a função de conduzir o colesterol para fora das artérias para posterior metabolização hepática (fígado).
LDL-colesterol: seus níveis elevados tornam-se prejudiciais ao organismo. O LDL-colesterol, transporta o colesterol do fígado para as artérias e o seu depósito neste local acelera o processo de aterosclerose – que é provocada pelo acúmulo de placas nas artérias que levam ao coração, conhecida também como endurecimento das artérias – aumentando o risco de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral (derrame).

Elevação do nível de triglicérides

Os triglicérides são gorduras produzidas no fígado e o seu aumento pode contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e derrame cerebral.

Orientações nutricionais para o controle do triglicérides

Para controle dos níveis de triglicérides, deve-se evitar o consumo excessivo de açúcares, doces em geral, massas, pães, arroz, batatas, além das bebidas alcoólicas. Deve-se também moderar o consumo de gorduras.

Orientações nutricionais para o controle do colesterol

Diminuir o consumo de gorduras saturadas e de gordura trans.
A ingestão de gorduras deve ser equilibrada. Recomenda-se dar preferência ao consumo de gorduras poli-insaturadas e de gorduras monoinsaturadas.

Tipos de gordura
Gordura saturada, presente nos alimentos de origem animal como as carnes gordas, toucinho, leite integral e seus derivados, manteiga, creme de leite, além do óleo de dendê.
Gordura trans, presente em produtos industrializados como biscoitos, pães, sorvetes, salgadinhos.
Gordura poli-insaturada, presente em óleos vegetais e alguns peixes como salmão, sardinha, atum, anchova, bacalhau.
Gordura monoinsaturada, presente no azeite de oliva e no óleo de canola, frutas oleaginosas, além do abacate (a fruta).
alimentos-evitar-escolher

Alguns alimentos podem auxiliar no controle do colesterol e na prevenção de doenças cardiovasculares, procure inclui-los na sua alimentação diária:
Frutas com perfil antioxidante: maçã / uva / suco de uva/ amora / frutas vermelhas / abacate
Aveia
Linhaça
Azeite de oliva
Vegetais como brócolis, berinjela, couve-flor, alcachofra.
Soja / extrato de soja (leite de soja) / queijo de soja (tofu), feijões.
Peixes ricos em ômega-3: salmão, atum, sardinha, anchova, bacalhau
Sementes: semente de girassol sem casca, gergelim.
Oleaginosas: castanha do Pará, amêndoas, nozes.
Chocolate amargo: rico em antioxidantes! Atenção, somente 20g por dia.

FONTE : HOSPITAL ALBERT EINSTEIN