Saiba mais sobre a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono

Quando você coloca o seu filho para dormir, já prestou atenção se ele ronca? Ronco noturno, paradas respiratórias, sono agitado e respiração bucal são sintomas da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), que costuma afetar de 0,7% a 3% das crianças, sendo mais comum entre os 3 e os 6 anos de idade. A principal causa do problema nesta faixa etária é a hipertrofia (aumento) das amídalas e da adenóide. Mas não são só os sintomas noturnos que preocupam. Invariavelmente, essas crianças têm sinais de cansaço e irritação frequentes, olheiras, alteração de crescimento, são difíceis para comer, têm déficit de atenção e problemas de relacionamento por irritabilidade constante.

13432312_571633319707362_5717188273281489224_n
Cerca de uma em cada dez crianças ronca quase todas as noites. Metade delas pode sofrer da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), doença que traz enorme prejuízo para o coração, o crescimento e o desenvolvimento cognitivo e emocional da criança. Algumas sequelas decorrentes desses prejuízos podem se arrastar durante anos. A apneia também é fonte de muito estresse para os pais, sem conseguirem dormir direito, assustados com a dificuldade dos seus filhos em respirar à noite.
Aqui vão 8 sinais de que o ronco na criança pode estar relacionado a algo mais sério e deve ser investigado.
1. O esforço exagerado para respirar pode causar a retração (entrada) das costelas durante a inspiração.
2.Dor de cabeça pela manhã é um sinal da baixa oxigenação sanguínea e dos tecidos durante a noite.
3. Xixi na cama. Crianças com apneia do sono apresentam com maior frequência a enurese noturna causada pelo descontrole dos hormônios que regulam a produção de urina.
4. Agitação e comprometimento da atenção na escola. Muitas crianças diagnosticadas erroneamente como portadoras de TDAH (transtorno do déficit de atenção e hiperatividade), podem ser vítimas da apneia do sono.
5. Sonambulismo e terror noturno.
6. Todas as crianças portadoras de hipertensão arterial devem ser investigadas quanto a possibilidade de apneia do sono.
7. A Síndrome de Down aumenta muito o risco da ocorrência da apneia o que pode prejudicar ainda mais o desenvolvimento a saúde física e mental dessas crianças.
8. 30% das crianças obesas sofrem apneia do sono, o que aumenta o risco de outras doenças metabólicas e dificulta o combate da própria obesidade.
‪Fonte:‎OrtodontiaMiofuncional‬
Foto de Ortodontia Miofuncional.