Feridas na boca cicatrizam 5 vezes mais rápidas que no corpo

Saliva tem substâncias que atuam como antibactericidas e anticorpos que combatem infecções virais

 Você já percebeu que quando machuca a boca a ferida não costuma durar muito tempo e quando some, não deixa nenhuma cicatriz? Pois é, a responsável por isso é a saliva que tem uma combinação de substâncias que atuam como antibactericidas e ainda diminuem de tempo de cicatrização, impedindo que marcas sejam criadas.

A saliva ainda contém anticorpos que combatem infecções virais e o que os especialistas chamam de Fator de Crescimento Epitelial, que são proteínas que diminuem o tempo de cicatrização
A saliva ainda contém anticorpos que combatem infecções virais e o que os especialistas chamam de Fator de Crescimento Epitelial, que são proteínas que diminuem o tempo de cicatrização

A saliva ainda contém anticorpos que combatem infecções virais e o que os especialistas chamam de Fator de Crescimento Epitelial, que são proteínas que diminuem o tempo de cicatrização
Foto: CRM / Shutterstock
Esse poder é tão eficiente, que estudos já comprovaram que uma ferida na boca pode cicatrizar 5 vezes mais rápida do que se estivesse em outro lugar do corpo.

“A saliva é um eficiente microbicida natural, pois possui a Lisozima, proteína que impede o crescimento bacteriano, a Lactoferrina, enzima que destrói a superfície externa das bactérias, matando-as e outra proteína que rouba os íons de ferro das bactérias, e sem ferro, elas não se desenvolvem”, diz a cirurgiã-dentista, Cláudia Starling.

Além disso, a saliva ainda contém anticorpos que combatem infecções virais e o que os especialistas chamam de Fator de Crescimento Epitelial, que são proteínas que diminuem o tempo de cicatrização da lesão impedindo que se formem marcas na boca. “Por isso que a pessoa que tem pouca saliva apresentam constantemente aftas na boca”, diz a especialista.

Lamber feridas?
Depois de ouvir as explicações da especialista e lembrar que os cachorros costumam lamber suas feridas para ajudarem na cicatrização, é natural que você esteja querendo fazer o mesmo e segundo Cláudia, isso não seria de todo mal.

“Esse poder da saliva pode ser aplicado em qualquer ferida do corpo, pois a saliva lava a lesão e com suas proteínas ajuda a matar as bactérias”, diz a dentista.

Mas há quem diga que também existem algumas razões para você não querer fazer isso. Por exemplo, embora a saliva tenha realmente esse poder cicatrizante, a boca é um ambiente muito cheio de bactérias e ao lamber a ferida você pode estar trocando microrganismos com a ferida e causando novos problemas tanto para a ferida como para sua saúde bucal.

Manter o efeito
Para manter esse poder sempre forte, é preciso ter um fluxo salivar com qualidade e quantidade. Para isso, existem hábitos que podem ajudar.

– Ingerir alimentos que estimulam o fluxo salivar como jiló, hortelã, maçã, pera, rúcula, aspargos, agrião, salsão e limão.
– Beber muito líquido como água, sucos de frutas, chás de erva-doce, boldo e carqueja.
– Mastigar bem os alimentos.
– Evitar bebidas alcoólicas, se empenhar em parar de fumar e usar drogas, pois estes vícios acentuam os quadros de boca seca.
– Evitar a ingestão de doces caramelizados, como pudins, frutas em caldas, geleias e balas de goma.
Fonte :Agência Beta