Conceitos atuais sobre traumatismo dentário em dentes de leite

O traumatismo dentário é um problema comum que atinge crianças em todo mundo

1. Qual a idade de maior risco em que pode ocorrer traumatismo dentário?
O risco de traumatismo dentário é maior entre os 18 e 30 meses de idade, pois nesse período de vida é quando as crianças começam a realizar os movimentos independentes de andar e correr e ainda não possuem boa coordenação motora. As causas mais comuns de traumatismo dentário estão relacionadas com quedas e acidentes quando as crianças estão brincando em casa, na escola, em parques de diversão e outros locais públicos.
2. Dentes fora da posição podem favorecer o traumatismo dentário?
Sim, principalmente em crianças de maior idade. Crianças que possuem mordida aberta anterior, que é verificada quando os dentes superiores anteriores não tocam os dentes inferiores (Figura 1) tem maior risco de sofrer traumatismo dentário. O perigo também é grande quando as crianças possuem os dentes superiores mais para frente do que os dentes inferiores (Figura11). Nesses dois casos o lábio superior pode não estar protegendo os dentes, o que torna ainda maior o risco da criança ter um traumatismo.

        Figura 1- mordida Aberta     

Fotos :Revista APCD
3. Quais são os dentes que mais tem possibilidade de sofrer traumatismo dentário?
Os dentes que tem maior risco de sofrer o traumatismo dentário são os dentes anteriores, isto pode ocorrer tanto nos superiores quanto nos inferiores. No entanto, é mais comum nos dentes superiores e raramente atinge um dente posterior.
4. Como prevenir um traumatismo dentário?
A melhor forma de prevenir o traumatismo dentário é ter atenção especial aos acidentes que podem ocorrer com as crianças. Entre eles podemos enumerar alguns:

1) crianças que estão aprendendo a andar e correr (procure estar perto da criança nesta fase);

2) crianças que vão andar de bicicleta ou patins (uso de equipamentos de proteção);

3) brincadeiras na piscina (tome cuidado com as brincadeiras dentro da água, assim como na hora de sair da piscina);

4) crianças e adolescentes que praticam esporte de contato (verifique o uso de protetores bucais);

5) dentro das causas mais comuns de traumatismo pode-se citar a falta de uso de cinto de segurança (uso de assentos de carros e bicicletas especiais para crianças e importância de educar para o trânsito).

5. O que fazer quando uma criança sofre um traumatismo dentário?
Procure um odontopediatra o mais breve possível, mesmo se o trauma observado apresentar um dano mínimo. Somente o clínico poderá avaliar a extensão do problema que o traumatismo pode ter causado ao dente e a cavidade bucal. Se houve fratura do dente, guarde a parte do dente que está solta em um copo com leite ou soro fisiológico. A falta de informação dos pais ou responsáveis sobre as consequências que tais traumatismos podem causar nos dentes de leite e permanentes é o principal fator que contribui para uma pequena porcentagem de crianças que são levadas a atendimento de urgência.

Fonte:

Ivonne Elena Vasquez Aillon - Aluna de Mestrado em Odontopediatria da Fousp

Jenny Abanto - Aluna de Pós-doutorado em Odontopediatria da Fousp

Gustavo Tello - Aluno de Doutorado em Odontopediatria da Fousp

Gabriela Oliveira Berti - Aluna de Doutorado em Odontopediatria da Fousp

Evelyn Alvarez Vidigal - Aluna de Doutorado em Odontopediatria da Fousp

Thais Cordeschi - Aluna de Mestrado em Odontopediatria da Fousp