Arquivo da tag: implante

A IMPORTÂNCIA DO CUIDADO COM IMPLANTES DENTAIS

Aprenda a Cuidar de Seus Implantes Dentais

Dicas rápidas para a saúde bucal
e saúde dos implantes
Os implantes dentais são uma revolução na odontologia moderna. Eles devolvem a estética e a funcionalidade dos dentes perdidos. Garanta o sucesso do seu implante e a saúde da boca seguindo as seguintes dicas:

Tenha uma boa higiene bucal

Uma boa higiene oral é essencial para manter a saúde dos seus implantes. É muito importante que a placa bacteriana seja removida adequadamente para evitar complicações no seu implante. Isto significa que além das visitas frequentes de manutenção ao dentista, você precisa escovar os dentes adequadamente, passar o fio ou fita dental, e limpar o espaço entre seus dentes (chamados de espaços interdentais) com uma escova interdental. O uso do creme dental antibacteriano ajuda a reduzir a placa bacteriana e previne a inflamação.
É bastante importante parar de fumar e como dito acima  otimizar a remoção das bactérias da placa com fio ou fita dental, escovação interdental e escovação dos dentes (técnica de escovação adequada).

Visite regularmente seu dentista
Somente um profissional da odontologia pode diagnosticar a peri-implantite, então check-ups e limpezas regulares são essenciais para garantir a saúde do seu implante dental. Além da limpeza, os profissionais da odontologia podem informá-lo sobre as maneiras mais efetivas de cuidar dos seus implantes e reduzir o risco de doenças bucais mais severas.

Escove com um creme dental antibacteriano
Pesquisas clínicas mostram que um creme dental antibacteriano ajuda no sucesso dos implantes.

Referências:
A 6-Month Study of the Effects of a 0.3% Triclosan/Copolymer Dentifrice on Dental Implants Sreenivasan PK, Vered Y, Zini A, et al. J Clin Periodontol. 2010;1-10.
Clinical Efficacy of Colgate Total® Toothpaste on Peri-Implant Mucositis in Dental Implant Patients Ramberg P, Lindhe J, Botticelli D, et al. J Clin Dent. 2009;20:103-107.

Depois dos implantes: tudo para se manter saudável


Pessoas que tem problemas com a mastigação e na fala por causa da perda de dentes, assim como aqueles que têm vergonha de sorrir, podem respirar aliviados: os implantes de alta qualidade, feitos individualmente e implantados por especialistas, fazem a vida retornar a normalidade novamente. Com uma cuidadosa higiene oral e manutenções regulares por um especialista, os implantes podem durar décadas, desde que sejam devidamente cuidados.


Doenças da gengiva: prevenção

Doenças da gengiva: prevenção

Os implantes dentários exigem cuidados especiais: as superfícies de implantes e áreas inacessíveis devem ser cuidadosamente limpas. Especialmente a margem da gengiva em torno do implante, já que este é o lugar onde as bactérias nocivas costumam se acumular. Implantes que não são bem cuidados podem causar doenças na gengiva, como mucosite e peri-implantite. Enquanto o tecido mole ao redor do implante fica inflamado com mucosite, o osso também é afetado pela peri-implantite. Distúrbios como estes são comuns: estudos mostram que oitenta por cento dos usuários de implantes sofrem de mucosite e até 56 por cento sofrem de peri-implantite. Somente os cuidados orais minuciosos criam as condições para prevenir essas doenças.

Afinal, o que é implante?

implante-dentario-1024x768

Se fala muito em implante hoje em dia. Os implantes dentários estão popularizados aqui no Brasil. Afinal, o que é o implante? Do que ele é feito? Onde que é possível colocar? Qualquer pessoa pode passar por tratamentos com implantes dentários?

Quando você perde um dente permanente, o implante entra em cena. Ele serve como um substituto do dente. O implante em si é um parafuso de titânio que é colocado no osso da maxila ou da mandíbula. Sobre este parafuso, colocamos uma prótese que pode ser colada ou aparafusada.

implant-crown-243x300                                                                          affordable-dental-implants-300x197

– Por que o implante é feito de titânio? – O titânio é um metal extremamente biocompatível, que não sofre corrosão e nem rejeição do nosso sistema imunológico. Os implantes vêm estéreis de fábrica e alguns podem ter sua superfície tratada para melhorar ou acelerar a integração no osso.

– O que é Osseointegração? – É o conceito estudado desde a década de 60 no qual se baseia toda implantodontia atual. Existe formação óssea ao redor do implante de titânio. Isso permite a colocação de carga sobre esses parafusos que ficam ancorados nas maxilas.

– Qualquer pessoa pode receber implantes dentários? – Sim, contando que já esteja com o crescimento facial finalizado (após a puberdade) e que esteja com boa saúde geral. O cirurgião dentista avalia cada caso separadamente com ajuda de exames complementares como exames laboratoriais, radiografias e tomografia

– Quando os implantes estão contra indicados? – 1) Quando não há osso suficiente para a ancoragem dos mesmos. Nesses casos avalia-se a possibilidade de fazer cirurgias de enxerto ósseo. 2) Quando o paciente está com alguns problemas de saúde geral, como diabetes sem controle correto, ou problemas com a cicatrização, por exemplo.

– Qual a taxa de sucesso das cirurgias de implantes dentários? – Hoje fala-se em 95% de sucesso em média, quando o paciente não é fumante. Em pacientes fumantes, a cicatrização fica alterada e a taxa de sucesso cai drasticamente.

 

Anatomia-do-implante-dicas-odonto

 

 

 

– Quando o implante é colocado, eu já saio do consultório com dentes fixos? – Depende. Tudo vai depender da quantidade ideal de osso tanto na altura quanto na espessura, além do tipo de osso e a região da boca. O travamento inicial dos implantes também é decisivo na hora de indicar a chamada “estética imediata”. Geralmente é conseguida através de provisórios fixos, “fora de mordida”, sobre o parafuso do implante. Nos casos que impossibilitam dentes imediatos sobre os implantes, usamos outros tipos de prótese como móveis ou adesivas (coladas nos dentes adjacentes).

Anatomia do implante dicas odonto

– A estética fica perfeita, como se fosse meu dente? – Depende muito. Às vezes, a perda óssea é tão extensa que o dente pode ficar um pouco “comprido”. Isso tudo vai ser analisado e discutido antes do procedimento e deve ser conversado com o paciente. Essa parte é uma das mais importantes para controlar bem as expectativas quanto ao procedimento com implantes.

– Quais são os riscos da cirurgia? – Mínimos e bem controlados. A cirurgia deve ser feita com muito critério e o paciente é sempre medicado para não haver risco de infecção e dor. É muito parecida com uma cirurgia de extração de dente, com anestesia local.

– Tenho medo. Posso fazer essa cirurgia com sedação? – Pode e isso deve ser conversado com seu dentista. Isso pode encarecer um pouco o procedimento. Alguns profissionais chamam um médico anestesista para sedar o paciente em seu consultório, com o mesmo sedativo que se faz quando você vai fazer endoscopia. Em outros casos pode-se usar a sedação com óxido nitroso.

Fonte :
Equipe Dicas Odonto